Arquivo da categoria: Doces Caseiros

Doce de caju pastoso

Lembram que na safra de caju do ano passado eu fiz o Doce de Caju em Calda? Pois bem, este ano, apesar de achar que tem menos caju nas feiras, que no ano passado, já fiz dois tipos de doce de caju e ainda quero repetir o em calda.

Este que vou mostrar para vocês agora é o Doce de Caju Pastoso, depois mostro o outro.

Eu fiz assim:

Doce de Caju Pastoso

Ingredientes

1 kg de caju

800 g de açúcar cristal

4 colheres (de sopa) de suco de limão

Modo de Preparo

Corte os cajus em pedaços pequenos e coloque no liquidificador. Bata bem. Nesta hora você vai ter que dar umas chacoalhadas no liquidificador, se mesmo assim não bater coloque um pouquinho de água (mas bem pouco mesmo). Depois de bater, despeje em uma peneira para escorrer o excesso de líquido, não precisa mexer para a massa de caju não ficar muito seca. Coloque a massa de caju na panela, acrescente o açúcar e o suco de limão. Misture e leve ao fogo. Quando começar a ferver abaixe bem o fogo, a tendência é o doce ficar  espirrando e pode lhe queimar. De vez em quando dê uma mexida no doce para ele mão grudar no fundo. Ele deve ficar no fogo por cerca de 45 minutos até 1 hora. Quando você notar que ele mudou de cor e está bem cremoso, já pode desligar. Coloque em um vidro com tampa e ele se conserva bem.

Dica:

  • Quando for bater os cajus no liquidificador faça isto aos poucos (uns 5 cajus por vez) assim fica mais fácil.

Obs: Não esqueçam: Caju sem acento #peloamordedeus, rs.

Veja também:

Doce de Caju em Calda
Balinhas de Caju ou “Nego Bom de caju

Cocada Com Cravo – Seria uma cocada de Inverno?

Cravo e canela tem a cara do inverno, né? Esta cocada com gostinho de cravo então, tem a cara das festas juninas e julhinas.
É a mesma receita que fiz há um tempo atrás a Cocada de Leite Condensado, a diferença é que acrescentei o cravo para dar esse arzinho de inverno e não é que ficou boa.
Vamos lá:

Continue lendo Cocada Com Cravo – Seria uma cocada de Inverno?

Curau ou Canjica (no Nordeste)

 

Conhecido como curau, nos estados do sudeste brasileiro, a canjica, como é chamada aqui no nordeste é feita de milho verde, leite, leite de coco e açúcar. Eu acho uma delícia, seja para comer de colher ou para comer em fatias.
Esta que fiz é a que depois de fria dá para cortar em fatias
Aqui nesta época, tem pilhas imensas de milho verde nas feiras, eu mesma toda semana estou comprando. Comprei esta semana para fazer esta deliciosa canjica.

Continue lendo Curau ou Canjica (no Nordeste)

Mungunzá para uns, canjica para outros, mas o que importa é a delícia que é.

Mungunzá é como chamamos este prato aqui no nordeste, já no sudeste é conhecido como canjica. Normalmente é feito com milho branco, mas desta vez fiz com o milho amarelo e confirmei que também fica uma delícia.
Eu gosto de comer bem quentinho nos dias frios e gosto também geladinho para o lanche.

Mungunzá

Ingredientes

500g de milho para canjica ou mungunzá

1 litro de água

800 ml de leite de vaca

200 ml de leite de coco

1 xícara (de chá) de coco fresco ralado

3 xícaras (de chá) de açúcar

2 ou mais paus de canela

6 cravos

 

Modo de Preparo

Deixe o milho de molho de um dia para o outro. Leve ao fogo em uma panela de pressão com um litro de água, o cravo e a canela e cozinhe por 30 minutos. Depois tire a pressão e se o milho já estiver macio, junte o leite, o leite de coco, o açúcar e o coco ralado, cozinhando por mais 30 minutos com a panela sem a tampa. O caldo vai engrossar e secar um pouco.

 

Dica:

  1. Dá para servir quente, morna ou gelada.
  2. Se gostar, polvilhe com canela em pó.
  3. Eu deixei secar bem, mas se você preferir deixe mais caldo


Doce de Goiaba Cremoso


Todas as vezes que compro goiaba, nunca faço uma coisa só com ela. Faço doce e suco ou como e faço geleia, sei lá faço o que der vontade na hora. Mas aproveito a bichinha toda: Casca, polpa e semente. Meu marido diz que aproveito até a alma da coitada, hahahaha.

Continue lendo Doce de Goiaba Cremoso

Doce de Goiaba em Calda. Sobremesa Bem Brasileira.

Tem gente que quando vê este doce acha que é bem complicadinho fazer, mas pelo contrário ele é muito simples e é uma sobremesa deliciosa. Eu sou suspeita para falar que este doce é muito bom, afinal vocês sabem da minha porção formiga, né? Hahahaha. Mas ele é bom mesmo, ainda mais se for acompanhado de um queijo mineirinho.

Continue lendo Doce de Goiaba em Calda. Sobremesa Bem Brasileira.

Doce de Caju em Calda. Tão bom e tão fácil.

Chegou a época de caju aqui no nordeste. Em toda feira você encontra com facilidade e esta semana o maridão chegou com uns que me deu uma doce saudade da minha infância. Minha mãe sempre fez este doce na nossa casa. Ele é simplesmente divino.

Doce de Caju em Calda

Ingredientes

20 cajus médios

500 gramas de açúcar

5 cravos-da-índia

2 paus de canela

1 litro de água

Modo de Preparo
Separe 20 cajus e descasque-os. Dê uma apertada em cada um para tirar um pouco do suco e reserve. Em uma panela coloque o açúcar e leve ao fogo para caramelizar. Quando o caramelo estiver com cor de guaraná (mesmo que o açúcar não esteja totalmente dissolvido) acrescente a água e volte ao fogo até derreter todo o caramelo. Quando o caramelo estiver derretido acrescente os cajus, a canela e o cravo. Deixe ferver. Quando o doce ferver baixe o fogo e deixe a calda engrossar, isto leva de uns 50 min há 1 hora. Mexa de vez em quando. Quando a calda engrossar o doce estará pronto. Coloque em um recipiente de vidro.

Dicas:

  • Cuidado na hora de juntar a água com o caramelo, faça isto devagar, pois a temperatura está muito alta e a água pode espirrar.
  • Tem gente que faz este doce sem descascar o caju, eu acho que descascando fica muito mais delicado e saboroso.

OBS. A casa fica com um perfume delicioso enquanto você estiver fazendo o doce.

Doce de Casca de Melancia com Coco

Eu sei que tem muita gente que tem preconceito quando se fala em Reaproveitamento de Alimentos. Usar talos, cascas, vixe tem gente que torce o nariz só de ouvir falar. Eu não tenho nenhum preconceito, aliás até gosto de testar algumas receitas. Por exemplo, este Doce de Casca de Melancia. Quando eu morava no interior de São Paulo, tinha uma vizinha que sempre fazia este doce e me presenteava com um potinho, foi aí que fui apresentada à ele. Algum tempo depois fiz um curso no SESI sobre exatamente Reaproveitamento de Alimentos e ele estava lá também.
Dei uma reformada na receita original. Como boa nordestina acrescentei coco e acho que ficou bem melhor, então vamos lá.

Doce de Casca de Melancia com Coco

Ingredientes
4 xícaras de casca de melancia ralada
1 xícara (de chá) de coco fresco ou 1 pacote de 100g
2 1/2 xícara (de chá) de açúcar
7 cravos

Modo de Preparo
Lave bem a casca da melancia (de preferência com uma escovinha de cozinha), retire toda a parte vermelha da casca e rale na parte grossa do ralador. Reserve.
Tire toda a casca escura do coco e pique em pedaços pequenos. Coloque aos poucos no liquidificador e vá apertando a tecla Pulsar até o coco ficar com a aparência de ralado, faça isto com o coco todo.
Em uma panela coloque o açúcar e o cravo e deixe caramelizar, de vez em quando mexa e cuidado para não queimar, senão amarga.
Quando caramelizar misture a casca de melancia e o coco e vá misturando com calma. Vai soltar muita água, espere secar e dar o ponto de doce. Está pronto.

 

 

 

 

 

Dica:

  1. Você pode fazer este doce com mamão verde, também fica bom.
  2. Se você quiser não precisa acrescentar o coco.
  3. Se quiser o doce com mais calda, acrescente um pouquinho de água e deixe apurar.
  4. Pode substituir o açúcar por rapadura, fica divino. Faça assim: Coloque 3 xícaras de rapadura picada em uma panela e acrescente 1 xícara de água. Leve ao fogo, mexendo sempre até derreter toda a rapadura depois acrescente os outros ingredientes e faça a receita como falo acima.
  5. Fica delicioso se servido com queijo branco.
  6. Você pode ralar o coco no ralador. Eu coloquei no liquidificador, porque achei mais prático e rápido e não senti nenhuma diferença na receita.

 

Cocada de Leite Condensado, minha primeira experiência!

Minhas duas avós gostavam muito de cozinha. Minha vó por parte de pai era uma banqueteira de primeiríssima e fazia bolos decorados que até davam pena de serem cortados. Já minha vó por parte de mãe morou sempre conosco e teve uma época que ela fazia todo tipo de cocada para vender. Que cocada boa, gente. O coco fresquíssimo, finamente ralado, misturado com açúcar cristal, depois de muito fogo virava uma deliciosa cocada sequinha e cremosa ao mesmo tempo, não sei se vocês me entendem. Eu adorava raspar a panela com as sobras da cocada ainda quente, doce sabor da infância.
Pois bem, esses dias me aventurei a fazer minha primeira cocada com leite condensado. Morria de medo do ponto. Mas pensei, se eu não conseguir que ela fique de cortar, o máximo que vai acontecer é comermos de colher, kkkk. Fui em frente.

Cocada de Leite Condensado

 

 

Ingredientes:
1 coco ralado ou 1 pacote de 100g de coco desidratado
1 lata de leite condensado
2 latas de açúcar

Modo de Preparo
Rale o coco na parte mais grossa do ralo. Junte em uma panela o coco, o açúcar e o leite condensado. Leve ao fogo baixo, mexendo sempre. Quando mudar de cor (fica meio amarelado) e soltar do fundo da panela, está no ponto.
Unte um recipiente com manteiga e despeje a massa da cocada. Ainda quente marque os quadradinhos com uma faca. Depois de frio, destaque os quadradinhos e guarde a cocada em vidros bem fechados. Dura muito, quer dizer, aqui em casa não dura nada, kkkk.

Dica:

  • Pode usar coco em pacote, mas não fica tão bom, of course.
  • Eu gosto de untar o fundo de uma assadeira, fica bem fácil na hora de retirar as cocadas.
  • Marque os quadradinhos com a cocada quente, se deixar esfriar não conseguirá.

Banana da Terra Caramelada

Essa é uma receita que se faz ultra rápido, the flash mesmo.

Banana da Terra Caramelada

Ingredientes

2 bananas da terra maduras

1/2 xícara de açúcar

1 xícara de água

 

Modo de Fazer

Fatie as bananas (não muito finas), coloque-as em uma panela mais aberta (tipo uma frigideira funda). Polvilhe o açúcar por cima e depois a água. Leve ao fogo e espere o açúcar caramelar. Vire as fatias da banana e deixe corar do outro lado. Pronto, já estará no ponto. É só agradecer a Deus e se acabar no doce.

Ganha um aperto de mouse quem adivinhar o que está faltando na última foto, junto com a banana, para ficar ainda mais perfeito.

Adivinhou quem disse: Uma Bola de Sorvete de Creme.

Dica

Você pode fazer esta sobremesa com banana prata ou nanica, mas o modo de fazer é diferente. Coloque o açúcar e a água e só coloque as fatias de banana quando o açúcar estiver começando a caramelizar. Coloco tudo junto com a banana da terra porque ela é mais dura, aí cozinha junto.

Pode usar esta banana caramelada como base para fazer: recheios, bolos, sorvetes ou qualquer coisa que sua imaginação permitir.

Minha sugestão
Coma enquanto ainda estiver morna, é béeeem melhor. E se colocar uma bola de sorvete de creme então, hum, não tem para ninguém.

Se quiser e gostar pode polvilhar canela por cima também.

Curiosidade

Veja só a diferença de uma banana da terra para uma banana prata: