Arquivo da categoria: Comida Nordestina

Receita de Carne do Sol Acebolada

Chegou o fim de semana!

Só eu acho que segunda-feira foi ontem?

Parece clichê dizer que o tempo está voando, mas as vezes até me assusto com a velocidade do tempo (não sei se é certo falar em velocidade do tempo, mas…).

Então, já que o fim de semana está aí, vamos fazer um petisco, uma carne do sol bem gostosa?

Se você não consegue comprar carne do sol aí na sua região, clique aqui em baixo e faça sua própria carne do sol em casa:

Como Fazer Carne de Sol Com a Carne Crua 

Agora vamos fazer a carne do sol acebolada? Veja:

Continue lendo Receita de Carne do Sol Acebolada

Dica: Como Fazer Polpa de Acerola em Casa

Hoje é dia de feira aqui no meu bairro. Não é a maior da cidade, que acontece aos sábados. Mas, é uma feira bem boa. Confesso que quando eu vim morar aqui alguns anos atrás eu  tinha desacostumado de ir em feira, pois a mais de dez anos fazia minhas compras só em supermercado e sacolão. As primeiras vezes que fui na feira aqui em Garanhuns, fiquei meio tonta. Verdade gente, não estou brincando, nem exagerando. Era muita gente gritando, me oferecendo coisas, gente passando e todo tipo de coisa para vender (até galinha viva, como é costume aqui no Nordeste). Confesso que demorei a me acostumar, mas sabe que agora até gosto de ir. Qualquer dia vou fazer uns posts sobre as feiras daqui para você que não é daqui saber do que estou falando.

Uma coisa que acho super engraçado na feira daqui é que quando você passa o feirante grita “banana 3 reais, mas eu faço por 2”, kkk, alô??? Eu não pedi desconto (ainda). Mas, por aqui é assim mesmo, eles já oferecem desconto sem nem mesmo você pedir. E a banana se compra por dúzia e não por peso como nos supermercados.

O que eu gosto de comprar em feira são frutas e vegetais da estação. Agora mesmo, já estão aparecendo acerola para comprar, e estão lindas. Umas bitelas bem vermelhas e suculentas. Eu comprei essa quantidade da foto na semana passada por 2 reais, preço bom né gente?

E muitas vezes para aproveitar os produtos da estação, eu compro bastante e congelo. Neste caso, congelei a polpa da acerola. Então durante um bom tempo vou ter polpa de acerola no freezer para fazer suco, mousse ou o que eu quiser. Veja como eu fiz:

Como Fazer Polpa de Acerola

Você vai precisar de:

  • Acerolas maduras
  • Água filtrada
  • Liquidificador
  • Peneira
  • Recipiente próprio para congelamento ou saquinhos
  • Etiqueta

Modo de Fazer

Coloque no liquidificador a acerola e a água. Para cada xícara (de chá) cheia de acerola, coloque meia xícara de água filtrada. Bata bem. Passe por uma peneira fina. Coloque em recipientes ou sacos próprios para congelamento, feche e coloque uma etiqueta com o nome do que tem ali dentro e a data que você fez (as vezes coloco também a data de validade). Coloque no freezer e deixe congelar.

Observação: Se você seguir as técnicas de congelamento certinhas (o ideal é você fazer um curso sobre isso), as polpas sem adição de açúcar duram de 3 a 6 meses no freezer. Eu já fiz curso de congelamento há muito tempo atrás, mas mesmo assim e do jeito que eu mostrei para vocês, prefiro deixar no freezer por apenas 1 mês.

Dicas:

  • Quanto menos água, mais concentrada a polpa fica, mas cuidado para não forçar o liquidificador.
  • Congele em recipientes pequenos, para descongelar somente a porção que você vai usar.
  • Nunca recongele a polpa, ela perde muito de suas propriedades.
  • Para fazer o suco depois de congelada, é só bater a polpa congelada com água e açúcar. Não precisa descongelar e nem peneirar.
  • Eu não deixo muito tempo a polpa congelada. Procuro ir usando. Quanto mais tempo ela fica no freezer, mais ela perde os nutrientes.
  • Quando congelar procure tirar o ar do recipiente ou do saquinho.
  • No congelador as polpas duram muiiito menos, pois a temperatura não atinge o ideal para uma melhor conservação.
*******************************************

P.S. Eu sei que vocês estão doidas para ver mais sobre a viagem para Belém. Obrigada pelos comentários e pelos emails que recebi. Assim como vocês, eu também estou louca para ver os posts no blog. Claro que eu já vi as fotos e ouvi o relato, mas nada como ver aqui na minha frente, no blog. A coisa toda toma outra dimensão. Pelo menos para mim.

Mas vamos ter que ter um pouquinho de paciência, a Karis está num ano bem atarefado, o terceiro ano do ensino médio. Então é Enem, simulado, estudar para vestibular e outras coisitas que vocês podem imaginar. E como é ela que está fazendo tudo (tudo leia-se editando foto, fazendo as montagens e escrevendo o texto) vai demorar um tiquinho. Mas, nada que não siva para aumentar ainda mais a nossa curiosidade.

Moqueca de Surubim

Ou Moqueca de Pintado.

Surubim é um peixe bem brasileiro. Aqui no Nordeste conhecemos como Surubim, mas descendo em direção ao Sul e Sudeste ele passa a ser chamado de Pintado. É um peixe de água doce, sua carne é bem branca e suculenta e tem poucas espinhas. Os que são vendidos por aqui vem do Rio São Francisco.

Há umas semanas atrás estive viajando, fui para a casa de minha mãe que mora no interior da Bahia, Senhor do Bonfim, minha mãe, até já falei aqui no blog, é uma cozinheira de mão cheia e quando vamos para lá, ela aproveita e faz um monte de comidinhas deliciosas. Neste dia ela fez esta Moqueca de Surubim e um Vatapá para acompanhar. Pena que eu não consegui fotografar quando ela fez o Vatapá, mas a moqueca eu peguei tudinho. Então, vou mostrar como ela faz a Moqueca de Surubim. Eu faço da mesma forma.

Vamos ver:

Continue lendo Moqueca de Surubim

Salada de Feijão Macassar ou Fradinho

Quando eu vou cozinhar feijão, eu já cozinho logo 1kg, mesmo que não vá usar todo. Porque é um trabalho só. Além da economia de tempo e gás. Eu cozinho, divido em porções e coloco no freezer. No dia que vou usar, tiro do freezer, descongelo e tempero, daí tenho feijão temperadinho do dia. Foi o que fiz com esse feijão macassar. Cozinhei 1 kg no dia que fiz a Farofa de Feijão Macassar e congelei o resto. Então, resolvi fazer uma salada de feijão, foi só tirar do freezer, descongelar, escorrer e usar.

No post sobre a farofa eu falo sobre o feijão macassar, que parece ser o mesmo fradinho, se quiser se aprofundar mais no assunto, clica aqui.

Vamos ver como fiz a minha salada:

Salada de Feijão Macassar ou Fradinho

Ingredientes

  • 2 xícaras (de chá) de feijão macassar ou fradinho cozido e escorrido
  • 1/2 cebola média picadinha (eu usei a roxa)
  • 1 tomate picadinho
  • 2 colheres (de sopa) de cheiro verde picado (eu gosto com cebolinha, coentro ou salsa)
  • 2 colheres (de sopa) de suco de limão
  • 2 colheres (de sopa) de azeite extra virgem
  • 1 colher (de chá) rasa de sal
  • Alface para guarnecer

Modo de Preparo

Em um recipiente coloque o feijão cozido e escorrido (use o feijão frio). Junte todos os outros ingredientes, menos o alface e misture muito bem. Coloque o sal aos poucos e vá deixando do seu gosto. Tampe o recipiente e leve à geladeira por uns 30 minutos, para apurar o sabor. Na hora de servir, arrume as folhas de alface em um prato e coloque a salada de feijão no centro.

Assista ao vídeo de como fazer:

Dicas:

  • Veja como cozinhar o feijão no post: Farofa de Feijão Macassar
  • Eu gosto de fazer esse feijão quando vou para casa de praia. Eu sei que é doidice falar de praia com esse frio, mas eu tenho que dar essa dica. Dá próxima vez que for para uma casa de praia, leva feijão fradinho cozido (se for congelado leva em um isopor, junto com outros congelados. Eu, quando vou para casa de praia, sempre levo uma tranqueira de coisas inclusive comida), mas você já acha feijão fradinho cozido no supermercado (vende embalado à vácuo ou em caixinhas tetra pak). Então, a dica é deixar essa salada pronta na geladeira antes de ir para a praia de manhã. Daí quando você voltar morrendo de fome, vai na geladeira e ataca. Ou use para acompanhar o churrasco.

Doce de Jaca em Calda

Para mim jaca é uma daquelas coisas que tem quem goste e quem odeie, não tem meio termo. Não tem aquela coisa de “gosto mais ou menos”. Eu sou das que gosta. E gosto dela pura ou feito doce em calda ou em barra e também gosto, sendo ela jaca dura ou jaca mole. Nem dá para perceber que sou uma jacólatra, kkkk. #alokadajaca

Eu gosto tanto, que quando me mudei para o interior de São Paulo e minha mãe fazia doce de jaca, ela mandava para mim pelo correio. Como diria a Narcisa “Ai! Que absurdo”, mas ela mandava, tô falando sério. Depois, eu mesma comecei a fazer doce de jaca em casa.

Eu, muitas vezes ia para Ribeirão Preto, para um lugar que tinha uns pés de jaca, então voltava para casa carregada de jaca. Foi em Ribeirão que eu, pela primeira vez, experimentei sorvete de jaca, foi lá no Geraldo. Quem é de Ribeirão ou da região sabe do que eu estou falando e quando você for por lá não deixe de passar pelo Geraldo, lá na avenida Saudade. Pode perguntar para qualquer um em Ribeirão que eles vão te dizer onde fica o Geraldo. O melhor sorvete de todos os tempos.

Aqui no Nordeste, quando é época de jaca, você encontra em praticamente toda feira. Esse dias meu marido passou pela feira que tem aqui perto de casa e me trouxe um saquinho de jaca, esse aí da foto. Já vem somente os bagos de jaca, bem mais prático, pois é só retirar os caroços e usar. Veja como fiz o doce:

 

Doce de Jaca em Calda

Ingredientes

3 xícaras (de chá) de polpa de jaca dura

1 xícara (de chá) de açúcar

1 xícara (de chá) de água

6 a 8 cravos

Modo de Preparo

Retire os caroços da jaca, lave e escorra bem. Em uma panela coloque o açúcar, os cravos e a água, leve ao fogo até ferver e formar uma calda rala. O meu ficou uns 10 minutos no fogo. Quando a calda ficar pronta adicione a jaca e volte para o fogo, mexendo de vez em quando. Deixe cerca de 30 minutos cozinhando. Estará pronta quando a calda começar a mudar de cor e a jaca ficar meio transparente. Retire do fogo, coloque em um vidro e espere esfriar. Conserve na geladeira em um vidro bem fechado.

Se preferir pode fazer:

Doce de Goiaba em Calda

 

Doce de Caju em Calda

 

Dessalgando e Desfiando Carne Seca

Esse é mais um post com dicas culinárias e não com uma receita, espero que vocês aproveitem já que carne seca é uma delícia e muita gente fica com dúvida de como prepará-la antes de usar em uma receita.

Dessalgando e Desfiando Carne Seca

Você vai precisar de:

Carne seca

Água

Panela de pressão

Liquidificador

Como Fazer

Retire a carne da embalagem e lave bem em água corrente. Depois coloque em um recipiente e cubra com água. Deixe na geladeira por 6 horas (eu deixo a noite para usar de manhã). Neste período troque a água umas 3 a 4 vezes.

Depois de passado este tempo coloque a carne na panela de pressão, cubra com água e leve ao fogo. Quando começar a chiar, deixe 30 minutos. Retire a pressão da panela ou deixe esfriar normalmente. Escorra a água, pique a carne em pedaços menores e coloque no liquidificador. Use a tecla Pulsar. Vá desfiando poucos pedaços de cada vez.

Pronto agora é só usar na sua receita favorita.

Veja essas duas:

Escondidinho de Charque Com Macaxeira

Lasanha de Panqueca de Puba Com Carne Seca

Dicas:

  • Dá para dessalgar a carne seca aferventando a carne em água, algumas vezes. Mas acho que esse método dever ser usado no caso que não tiver jeito mesmo, pois, na minha opinião ela perde um pouco o sabor.
  • Se não quiser usar o liquidificador, pode desfiar com as mãos mesmo ou usando um garfo.
  • Escolha bem a carne seca, escolha uma sem muita gordura e nervo.

E você que método usa para dessalgar carne seca?

Receita de Tapioca

Bem, na verdade não é uma Receita de Tapioca, mas vou mostrar como faço tapioca aqui em casa.

Hum, que delícia comer uma tapioca quentinha no café da manhã, eu gosto demais. Daí, como só com manteiga e queijo. Mas, quando eu quero uma mais incrementada aí coloco coco ralado com leite condensado ou outro recheio, tem uma infinidade de opções. Em muitas capitais do nordeste a gente encontra barraquinhas que vendem tapioca recheada com todo tipo de recheio, são combinações tanto doces como salgadas. Mas, algumas são tenebrosas. Ano passado experimentei uma com hambúrguer e mais uma pá de coisas que sinceramente não gostei, foi em João Pessoa. Mas, em compensação comi uma de carne seca em Maceió que foi de pedir bis, um recheio bem cremoso e divino.

Eu sei que, quem não mora na Região Nordeste normalmente não tem acesso à goma de mandioca (que é com que é feito a tapioca, foto 1), mas o bom é que, comer tapioca virou um tipo de modinha, então em muitos estados já se encontram barraquinhas que vendem tapioca e até a goma para comprar. Eu mesma vi várias em São Paulo na última vez que fui lá. Em São Paulo também, da para encontrar a goma em algumas feiras. Quando eu morava no interior de São Paulo eu costumava encontrar nas chamadas “Casa do Norte” (são lojas onde vendem produtos nordestinos).

Portanto se você tiver acesso a goma, compra e faz em casa, é muito fácil.

Continue lendo Receita de Tapioca

Amendoim Cozido

Amendoim cozido é um petisco muito consumido aqui no Nordeste. Na Bahia, pelo que eu me lembro de quando eu era criança, eu comia muito nas festas juninas. Nas praias nordestinas, no verão, também é vendido como petiscos. Você já viu? Vende em uns saquinhos.

Este petisco só tem um defeito, quando você começa a comer, não consegue parar, hahaha. Aqui em casa, eu posso fazer um panelão, mas nunca é o suficiente.

Quer ver como eu faço? Então vamos lá:

Continue lendo Amendoim Cozido

Crocante de Castanha

Crocante seja de amendoim, nozes, pistache ou castanha de caju é MUITO BOM. Eu gosto de comer puro, ou no sorvete, no pavê, no bolo, etc…

O que tem de gostoso tem de fácil de fazer, veja:

Continue lendo Crocante de Castanha

Amaretti de Castanha de Caju – Biscoitinho diliça

Amaretti são uns biscoitinhos italianos feitos de amêndoas.  Só que são umas amêndoas amargas, de um tipo que não tem aqui no Brasil, por isso são chamados amaretti, isto é, amarguinhos.

Eu fiz o amaretti sertanejo, com castanha de caju, e não é que ficou bom. Quero dizer, muito bom!!

Veja como eu fiz:

Continue lendo Amaretti de Castanha de Caju – Biscoitinho diliça