Arquivo da tag: comida brasileira

Feijoada com feijão carioca

Nesse friozinho comer uma feijoada sempre cai bem e dessa vez fiz essa Feijoada com Feijão Carioca, tudo bem que a feijoada tradicional é feita com feijão preto, mas quem não tem cão, caça com gato. Eu que não vou deixar de fazer só porque não tenho feijão preto.

Meu marido comprou um kit de feijoada, crente que tinha visto um pacote de feijão preto na despensa, quando fui ver, só tinha mesmo feijão carioca. Resolvi fazer assim mesmo, ainda mais porque minha filha estava vindo. Ah não falei para vocês né? Mas minha filha passou no vestibular e está morando em outra cidade. E quem é mãe, sabe que a gente faz tudo para os filhotes. Como minha filha é chegada em uma feijoada resolvi fazer, assim mesmo, sem o feijão original.

Continue lendo Feijoada com feijão carioca

Carne do Sol com Pirão de Leite

Olha o fim de semana aí gente.

Parece que cada vez o tempo passa mais rápido, que loucura. Ontem mesmo fiz aniversário e ele já está aí de novo. Pois é, semana que vem fico mais velhinha  madura, hahahaha.

E como o fim de semana já está aí de novo, vou mostrar para vocês como faço uma comidinha que é típica aqui no Nordeste “Carne do Sol com Pirão de Leite” e que é a cara do fim de semana. Se você não mora no Nordeste e não tem onde comprar carne do sol, não se preocupe eu tenho a solução, depois dá uma olhada no final do post.

Vamos à receita:

Continue lendo Carne do Sol com Pirão de Leite

Dobradinha à minha moda

No inverno me dá vontade de comer “comida pesada”. Tipo Feijoada, Vaca Atolada, Dobradinha, etc… Acontece isto com você também? Será que é o frio? Será que queremos ser aconchegadas pela comida? Será que isto é o verdadeiro comfort food? (Leia sobre comfort food neste artigo do Bolsa de Mulher do qual somos parceiros).

Sei lá! O fato é que nesta época quero comer este tipo de comida. De preferência bem quente. Nos dois sentidos: Quente do fogo e quente da pimenta.

Veja a dobradinha que fiz:

Dobradinha à Minha Moda

Ingredientes

  • 1 kg de bucho bovino
  • 250 g de linguiça calabresa em rodelas
  • 200g de bacon picado
  • 2 limões
  • 500 g de feijão branco
  • 1 cebola picada
  • 5 dentes de alho
  • 1/2 pimentão verde picado
  • 1/2 maço de coentro picado
  • 1 colher (de sopa) de colorífico
  • 1 colher (de sopa) de óleo
  • Sal a gosto

Modo de Preparo

Deixe o feijão branco de molho na véspera (ou por pelo menos 5 h) em água.

Enquanto isto, retire toda a gordura aparente do bucho. Lave ele diversas vezes. Em um recipiente com água esprema e esfregue os limões sobre o bucho e deixe ele de molho nesta água por uns 10 minutos. A seguir escalde o bucho por 3 vezes, sempre com água limpa. Pique bem pequeno.

Cozinhe o feijão branco e o bucho picadinho na panela de pressão por uns 15 minutos, não deixe o feijão amolecer muito.

Em uma outra panela coloque o óleo e o bacon para fritar. Junte o alho e a cebola e frite mais um pouco. Acrescente o pimentão e a linguiça e refogue um pouco.
Coloque em uma panela (eu coloquei em uma de barro) o feijão com o bucho e o refogado com a linguiça. Junte o colorífico, o sal e o coentro e deixe no fogo baixo. Sempre que precisar de mais água acrescente água quente. Deixe cozinhar muito bem até tudo ficar bem macio.

Obs. Usei a linguiça calabresa fina, mas pode ser a grossa normal

Dica:

Feijoada Simplificada

Já deu para perceber que eu gosto muito de receitas fáceis, né? Receitas Pá Pum. Zás trás. Isto não quer dizer que eu não goste das receitas tradicionais, mais trabalhosas e tals. Mas não é sempre que dar para fazer uma receita demorada e trabalhosa. Ás vezes você tem que se virar nos trinta.

Pois é o caso desta feijoada. Esta não é aquela clássica feijoada. Mas é muito boa também. Dá para você fazer para o almoço do meio da semana. Porque convenhamos, a feijoada clássica que demora horrores no fogo, só dá para fazer no fim de semana.

Vamos ver como eu fiz:

Feijoada

Ingredientes

1 embalagem com ingredientes para feijoada (foto1)

1/2 kg de feijão preto

2 folhas de louro

1 cebola grande picada

4 dentes de alho amassados

2 colheres (de sopa) de óleo

Modo de Preparo

Escolha e lave os feijões. Coloque de molho em água de um dia para o outro.

Retire as carnes da embalagem. Lave. Separe os cortes salgados (miúdos e costelinha) e coloque de molho também de um dia para o outro (troque a água de vez em quando). Guarde o bacon e a linguiça na geladeira.

No dia seguinte cozinhe o feijão com o louro em 2 litros de água por 15 minutos na panela de pressão. Enquanto isto, pique as carnes que estavam de molho e reserve. Retire o feijão da panela de pressão e coloque em uma panela maior. Na panela de pressão (não precisa lavar) coloque as carnes que estavam de molho e você tinha picado. Junte água e deixe cozinhar na pressão por 15 minutos. Depois coloque as carnes na panela do feijão juntamente com uma xícara da água de cozimento das carnes.

Pique o bacon e a linguiça e reserve.

Em uma frigideira coloque o óleo e o bacon para fritar. Depois acrescente o alho e a cebola e deixe fritar bem. Coloque uma concha do caldo do feijão na frigideira e deixe ferver. Coloque esta mistura da frigideira na panela do feijão, acrescente a linguiça cortada e deixe cozinhar. Abaixe o fogo e deixe cozinhar lentamente (acrescente mais água se for necessário, mas use água quente). Espere até que o caldo engrosse e as carnes fiquem bem macias. Agora experimente o sal. Se tiver bom, estará pronta.

Observações:

Sirva com arroz branco, couve refogada, farinha de mandioca, laranja e uma pimentinha que ninguem é de ferro.

Esta receita rende 6 porções.

Dicas:

  • Esta embalagem com os ingredientes para a feijoada tem de diversas marcas nos supermercados. Ela fica no setor dos gelados.
  • A parte de comprar as carnes para a feijoada, para mim, é a mais complicada. Aqueles mil pedaços de porco, nunca sei direito o que comprar. Fora, que tem umas partes que dá um nojo de comprar. Para mim, estas embalagens que já vem com os cortes para a feijoada, é uma mão na roda.
  • Se der, prepare a feijoada a noite, no almoço do dia seguinte ela vai estar ainda mais gostosa

Como Fazer Carne de Sol Com a Carne Crua – DIY.

 

Como boa nordestina gosto demais de Carne do Sol. Quando morei no Estado de São Paulo eu não encontrava muito fácil para comprar, então todas as vezes que minha mãe ia me visitar, ela fazia para deixar lá para a gente.

Eu nunca tinha feito Carne de Sol antes, mas como tem sempre gente que me pergunta como faz, resolvi fazer para colocar no blog. É facílimo!!!

Agora, quem gosta de Carne do Sol e mora no exterior ou em Estados onde não encontra para comprar, agora já pode fazer a sua própria Carne do Sol. Quem sabe você até se torna uma fornecedora de Carne do Sol para os amigos e conhecidos aí na sua cidade, já pensou um din din extra no fim do mês.

Primeira pergunta:
Qual carne usar?
Tem que ser uma carne de boa qualidade. Pode ser por exemplo: maminha, picanha, contra-filé, coxão-mole, alcatra, até com lagarto eu soube de gente que fez e ficou bom.

Segunda pergunta:
Qual o sal que devo usar? O fino ou o grosso?
Eu prefiro o fino, pois ele penetra melhor na carne tornando o processo mais rápido.

Terceira pregunta:
Quanto de sal vai usar?
Tanto eu quanto minha mãe colocamos no olhômetro, isto é, não temos medida, mas não economize. O sal é usado para desidratar a carne então coloque bastante. Quem já fez receitas com carne do sol sabe que ela é bem salgada (tipo o bacalhau) e que antes de prepará-la temos que dessagá-la.

Quarta pergunta:
Fica muito tempo no sol?
Ela chama-se Carne do Sol, mas não vai no sol e sim no sereno.

Vamos Fazer a Carne de Sol?

  • Escolha uma carne de boa qualidade e abra em mantas com aproximadamente 3 a 4 cm de espessura. Coloque a manta de carne em um recipiente e  espalhe o sal por cima, vire a carne e espalhe o sal do outro lado também.
  • Cubra o recipiente com um pano de prato e deixe descansando por aproximadamente 12 horas.
  • Depois, coloque um varal à sombra,  pendure a carne e deixe “curar” mais ou menos 48 horas. Se puder deixar no sereno melhor ainda. Eu coloquei um varal entre a cozinha e a despensa (onde tem uma janela), no quintal não ia rolar, pois ia ser um banquete para os gatos da vizinhança, hahaha.
  • Durante a noite eu deixei a carne descoberta, mas durante o dia eu cobri com um paninho por conta das moscas, poeira, estas coisas.
  • Depois de pronta é só conservar na geladeira.

Obs. Depois de pronta a carne muda de cor. Você vai ver que ela fica mais escura que a carne crua.

Dicas

  1. Quando for usar a carne, lave muito bem para retirar o excesso de sal. Depois deixe de molho no leite que além de tirar o resto do sal, vai deixar a carne bem mais macia.
  2. Quando fritar a Carne do Sol, não deixe muito no fogo, pois ela fica dura. O sal já faz uma espécie de pré-cozimento na carne, então quando dourar um pouquinho já retire do fogo.

Receitas Com Carne de Sol:

Como sugestão segue uma lista de receitas com Carne de Sol: CLIQUE AQUI.