Categorias
Eventos Garanhuns Geral

Festival de Inverno de Garanhuns – Arte no Casarão #fig2010

O casarão é um espaço literário com apresentações culturais e galeria dos mestres artesãos. Aqui você encontra a exposição e comercialização do artesanato do agreste meridional do estado.
Hoje pela manhã vim passear aqui com as crianças e meu marido. Um lugar super gostoso para visitar durante o festival.
Fica na Avenida Rui Barbosa e compreende um quarteirão inteirinho.
Quero voltar durante a tarde, pois tem várias apresentações de música, teatro e dança.

 

 

 

Categorias
Conhecendo Pernambuco Eventos Garanhuns Geral Pernambuco

11° Festival Gastronômico Noite de Queijos e Vinhos – Fotos – #fig2010

A Noite de Queijos e Vinhos realizado pela Senac Pernambuco e pela Fecomércio-PE em parceria com Prefeitura Municipal foi um sucesso e deu o ponta pé inicial no Festival de Inverno.

Algumas fotos que tirei lá:

Esta é uma pitada do que teve lá na AGA, mas espero que vocês tenham gostado.
Durante o Festival de Inverno vou fazer posts com mais fotos do que texto, ok? Espero que você goste assim, vai me dizendo nos comentários se assim está bom.
Categorias
Eventos Garanhuns Geral Local

Festival Sabores de Garanhuns

Bom diaaaa!

Hoje eu madruguei. Não sei o que aconteceu, mas 4:30h da matina eu já estava acordada. Depois de fritar na cama um pouco (fritar na cama = ficar virando de um lado para o outro sem conseguir dormir), eu resolvi levantar e contar para vocês uma novidadex daqui de Garanhuns, Gus para os íntimos.
Pois bem, ontem começou por aqui o “Festival Sabores de Garanhuns” é a quinta edição deste evento que é uma realização do Sebrae em parceria com a ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes). Durante um mês inteiro os dez restaurantes participantes irão servir um novo prato, criado para o evento, dependendo da aceitação do público, o novo prato pode até permanecer no menu depois do festival.
Se você mora aqui não deixe de prestigiar e se você não mora, ou se não conhece a mais charmosa das cidades do Agreste pernambucano, esta é uma excelente oportunidade, vem e aproveita o clima super especial da cidade e ainda prove deliciosos pratos.
Aqui vai a lista dos restaurantes participantes e os pratos criados:
Alforria Bar e Restaurante
Endereço: av. Rui Barbosa n° 823 – (87) 3762.1758
Prato: Filé Sete Colinas – Filé recheado com provolone ao molho de vinho tinto, acompanhado de arroz com cenoura e batata frita R$ 17,90 porção individual
Restaurante O Chalé
Endereço: av, Rui Barbosa n° 1155 – (87) 3762.1552
Prato: Rondeli Suíça Pernambucana – Rondeli de abóbora, recheado com charque e coberto com molho de graviola. R$ 22,90 kg
Rondeli Suíça PernambucanaEudes Santana/Divulgação

Escritório Bar, Restaurante e Pizzaria
Endereço: av. Amauri de Medeiros n°97 – (87) 3761.0053
Prato: Gratinado Pernambucano – Arroz ao leite de coco, camarões refogados no azeite, purê de macaxeira e batata inglesa, charque desfiada com cebola e manteiga de garrafa e queijo coalho ralado. Litoral, Agreste e Sertão. R$ 19,90 para 2 pessoas

Restaurante Chez Pascal
Endereço: av. Rui Barbosa n° 891 – (87) 3762.0070
Prato: Filé Chez Pascal – Medalhões de filé ao molho de laranja, acompanhado com batata rostí e arroz cremoso com brócolis. R$ 29,90 para 2 pessoas
Filé Chez Pascal
Eudes Santana/Divulgação
NaSala Restaurante e Self-service
Endereço: av. Rui Barbosa n° 498 – (87) 3762.4247
Prato: Peixe a moda da casa – Filé de peixe empanado, ao molho especial de legumes, acompanhado de purê de batata e arroz branco. R$ 18,90kg
Estação Doçura Burgueria
Endereço: av. Rui Barbosa n° 746 – (87) 3761.1270
Prato: Mexican Burger – Pão sírio, picanha em pedaços, alface, tomate e cebola. Molho apimentado guacamole. R$ 8,90

Restaurante o Relojoeiro
Endereço: av. Euclides Dourado n° 277 – (87) 3763.7095
Prato: Filet D`a Maria Clara – Filet grelhado a molho com champignon, creme de leite e pimenta do reino acompanhado por arroz tropical-cereja, banana e abacaxi- e tomate recheada com canudinhos de queijo, presunto e gorgonzola. R$ 16,00 para 1 pessoa, R$ 27,00 para 2 pessoas

Varanda Restaurante e Pizzaria
Endereço: av. Euclides Dourado n° 450 – (87) 3761.1644
Prato: Paçoca a Varanda – Paçoca de charque, acompanhada com arroz com queijo coalho, feijão macassa e purê de abóbora. R$ 22,50 para 2 pessoas

Terraço Churrascaria e Chopperia
Endereço: av. Rui Barbosa n° 1070 – (87) 3762.9032
Prato: Moqueca do Agreste – Moqueca de camarão na moranga, acompanhado com arroz de brócolis e batatas douradas. R$ 41,50 para 2 pessoas

< div align="justify">Whiskonderijo Restaurante e Chopperia

Endereço: av. Ernesto Dourado n° 118 – (87) 3761.3978
Prato: Picanha suína ao molho da terra – Picanha suína à milanesa, cortada em finas fatias, ao molho de legumes refogados na manteiga e flambados no vinho tinto, acompanhada com arroz fantasia – jerimum, brócolis e uvas passas – e batatas portuguesas. R$ 18,90 porção individual
Muitas opções, não é mesmo?
Vou ficar devendo um post sobre a cidade para mostrar um pouquinho da Suíça Pernambucana para vocês.
Categorias
Conversa na Cozinha Geral O Começo Pessoal

A Dona da Cozinha

Eu, eu mesma.

Sou gente boa, sangue bom. Pelo menos é o que dizem.

Nasci no século passado (meu Deus que frase), precisamente em 13 de abril de 1969. Portanto, apesar de ser uma pessoa de época, não sou tão velha assim.
Sou baiana, o que foi muito importante para minha formação. Porque para o baiano tudo é festa, a gente acontece e faz acontecer. Ser baiano é ser retado, é ser porreta, é ser, como podem ver, modesto.
Nasci no interior, Senhor do Bonfim, a melhor festa junina da Bahia. Passei praticamente todas as férias na capital da alegria, curtindo Buraquinho, Ipitanga, Itaparica e nadando no Porto da Barra e na Bacia das Moças, na Pituba.

Sou louca por doces. Doce de jaca em compota é o meu preferido. Nunca gostei de café, mas agora estou me convertendo ao seu consumo. O frapê de café com chantilly é T-U-D-O.
Gosto demais de cozinhar e de inventar na cozinha. Faço um escondidinho de charque que é divino.

Gosto também de cheiros. Os meus preferidos são: de terra molhada pela chuva, de alho com bacon fritando, de caderno novo, de banho tomado e de carro 0 km. Acho que são estes. Agora, cheiro forte demais é uó. Cheiro tem que ser na medida certa.
O que me incomoda é vento. Tô falando de vento e não de brisa. Nada mais irritante do que o vento batendo em minhas orelhas.
Irritante também é gente que fala assim: fulano é pra lá de animado, é pra lá de convencido (prá lá? Como assim?) ou que fala assim: vou estar confirmando (não é mais simples, vou confirmar), vai estar sendo debitada (vai ser debitada). Sei lá porque, mas me irrita profundamente.

Sou chorona. Já fui mais. Sou do tipo que chora até vendo comercial de margarina na TV.
Agora, se quiser me agradar, me dê presentes. Sou que nem criança. Aliás, tem coisa melhor do que ganhar presentes? Até tem, mas deixa para lá.

Nunca tive um time do coração e nunca fui à Fonte Nova. Já fui ao Maracanã, mas não em dia de jogo. Muitas vezes torcia pelo Vitória, mas com certeza pulei muitos carnavais ao som de Bahia, Bahia, Bahia, hino do Bahia.
Eu era tímida, mas daquelas que enfrentam a timidez por isso a timidez não me atrapalhou em nada, só me deu um charme a mais (que metida que eu sou). Como vêem, agora sou mais saidinha.
Enfrentando a timidez, desde pequena, nas festas, me vestia de palhaço e sempre estava às voltas envolvida com alguma peça de teatro. Muitas vezes fui atriz, outras tantas diretora.

Quanto a escrever, pensando agora, acho que sempre escrevi e gostei de escrever. Escrevia no jornal da escola, ganhei concurso de redação e tudo o mais. Até ganhei uma viagem de quinze dias para a Itália por vencer um concurso de monografias.

Quando era pré adolescente, meus pais resolveram morar em Porto Velho, Rondônia. Uma experiência riquíssima. Novos costumes, novos ambientes. Tudo muito diferente. Foi lá, ainda uma menina, que eu conheci Deus mais profundamente e desde então é Ele quem rege minha vida.
Dois anos depois estávamos de volta.

Aos dezesseis, mudei do interior para a capital, Salvador. Nova vida. Faculdade, namorado, namorado que conservo até hoje. Só de casamento já se vão mais de vinte anos.

Procurando estudar em uma das melhores faculdades do país, fui com um ano de casamento para São Paulo, mais precisamente Rio Claro. Lá me formei, fiz mestrado e resolvi dar uma guinada.

Formada em Geografia e com mestrado na área, percebi que havia deixado para trás um sonho de menina. Escrever, atuar, apresentar. Dei a tal da guinada. Não foi fácil, foi doloroso, muito por causa de uma madrasta má: minha autocrítica. Mas arregacei as mangas e comecei praticamente do zero. Com uma filha pequena me formei em Radialismo, Locução e Apresentação de Programas de Rádio e TV e fui à luta, trabalhei em uma produtora de vídeo. O bonito da vida é isto: Sempre é tempo.

Mudando para Araraquara, ainda em São Paulo, também comecei a trabalhar em jornal. Consegui meu registro de jornalista e continuei em frente. Foi em Araraquara que tive meu segundo filho. Trabalhava em jornal e era colaboradora de sites da internet.

Dezesseis anos depois, cá estou eu de volta ao Nordeste, estou morando em Garanhuns, Pernambuco. A Suíça pernambucana. Vocês podem não acreditar, mas uma cidade nordestina e fria. Fria mesmo. No inverno, em alguns pontos da cidade, o termômetro chega a marcar 8 graus. Aqui fui editora de uma revista, escrevi uma página em um jornal por mais de 1 ano e também escrevi para revistas de circulação nacional. Neste meio tempo nasceu meu terceiro filho, em Recife.

Sempre pari e criei, não tive filho para os outros cuidarem. Faço questão de estar ali pertinho quando nasce o primeiro dente, quando ele diz a primeira palavra, quando leva o primeiro tombo e quando tenho que virar a noite por causa de uma febre que teima em não passar.

Foi para acompanhar bem de perto o nascimento de meu filho que deixei a revista e o jornal e fiquei só escrevendo para alguns sites. Tive três blogs anteriormente, até que resolvi escrever este: Aqui na Cozinha. Juntei o útil ao agradável.

Escrevo, não só isso, escrevo, cozinho e escrevo sobre cozinha. Agora só falta o resto do sonho, mas quem sabe qualquer dia você não topa comigo nas ondas do rádio ou na telinha da tv, eitcha.

Como vêem, desde sempre, levo a vida como disse um dia Léo Buscaglia: Vivendo, Amando e Aprendendo.

Pois bem, esta sou eu.

Se quiser saber mais sobre o blog, CLIQUE AQUI.

Beijo,

Sair da versão mobile