Tomar leite é bom para a saúde?

Hoje a ciência já vem associando o alto consumo de leite e derivados com o desenvolvimento de doenças inflamatórias., então a nutricionista Mariana Jones preparou esse artigo para você saber se é bom para a saúde tomar leite. Vem ver.

Direto ao ponto

Leite é bom para a saúdeFoto: Ludek

O leite e derivados sempre estiveram muito presentes na nossa alimentação né? Quem não lembra da vovó oferecendo um leitinho antes de dormir? E tinha-se o conceito de que se a mãe não podia oferecer o leite materno, o ideal seria o leite de vaca.

Hoje a ciência já  vem associando o alto consumo de leite e derivados com o desenvolvimento de doenças inflamatórias, principalmente para os bebês, já que o trato gastrointestinal ainda esta imaturo para receber proteínas tão alergênicas.

Quer saber por quê?

O leite de vaca é nutricionalmente completo para o bezerro e não para o ser humano. Sempre gosto de incentivar as pessoas a pensarem:  Já viram algum outro animal, tomando leite de outra espécie? Tipo um porquinho mamando em uma vaca? Então, isso acontece por que o único leite que precisamos é o leite materno, que é nutricionalmente completo para o nosso organismo. Lembrando que o ser humano é o único animal que continua tomando leite na vida adulta.

E vocês devem estar se perguntando, e o cálcio? Saibam que o cálcio do leite de vaca, não é biodisponível para o ser humano, isso significa que não conseguimos aproveitar esse cálcio. E existem outras opções de melhor absorção, como  o cálcio da couve, por exemplo.

Muito tem se falado da lactose, a lactose é o açúcar do leite, que no nosso organismo é quebrada pela enzima lactase. Muitas vezes na vida adulta  essa enzima diminui sua ação , desenvolvendo a intolerância a lactose, associando sintomas como: diarreia, vômitos, e outros sintomas digestivos. Porém, a  maior causa de doenças sistêmicas desencadeadas pelo leite de vaca não é a lactose e sim suas proteínas alergênicas, que provocam uma inflamação na mucosa intestinal causando alteração na permeabilidade, facilitando a passagem de macromoléculas e sobrecarregando sistema imune e dificultar a má absorção de nutrientes.

A maior parte dessas alergias são mediadas por IgG e os sintomas muitas vezes não aparecem imediatamente o consumo, podendo ser apresentados até após 3 dias do consumo. E  diversos estudos demonstram a associação do excesso de consumo de leite e derivados , com otite, dermatite, rinite, sinusite, bronquite, obesidade, aumento da resistência à insulina, gastrite, esofagite, refluxo, obstipação intestinal, enxaqueca, fadigas inexplicáveis, artrite reumatóide, falta de concentração, ansiedade e até mesmo depressão.

Fique de olho! E reduza o consumo excessivo de laticínios na sua alimentação.  E o mais importante é procurar um profissional capacitado para te avaliar.

Abraços,

Dra Mariana Jones

Nutricionista clinica funcional e ortomolecular
Colaboradora do Aqui na Cozinha
Facebook: Nutricao Clinica Funcional e Ortomolecular

Uma resposta

  1. Adorei!!!! Depois de adulta descobri que tinha intolerância a lactose…. sofri muito. Agora, com uma dieta mais equilibrada, me sinto bem melhor!! Muito útil esta matéria!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.