Arquivo da tag: prato principal

Vaca Atolada – Costela com Aipim

Quem gosta de Vaca Atolada ai? \o/  Euuuu. Gente sem brincadeira, gosto muiiito. Toda vez que eu estava grávida, morria de vontade de comer Vaca Atolada, e comia. Aliás, eu tinha muita vontade de comer comida com “sustância” kkkkk, daí saia procurando restaurante que servisse Vaca Atolada, feijoada, dobradinha, kkkk, a loka.

Vaca atolada nada mais é do que a costela bovina cozida e “atolada” no aipim bem cozido, se derretendo.

Essa não é uma receita difícil, ela é um tiquinho demorada porque a costela é bem dura e fica um bom tempo na panela de pressão, mas não é difícil, é só demorada. Mas, vale super a pena, cada minuto que você espera.

Com relação ao tempero usado, costumo usar esses, mas isso fica a seu gosto. Pode variar e até usar o tempero caseiro que você costuma usar no dia a dia. Há até quem goste de colocar uma pitadinha de cominho. Eu sinceramente prefiro sem o cominho, pois acho que ele “rouba” um pouco o sabor dos outros ingredientes.

Vaca Atolada – Costela com Aipim

Tempo de Preparo: 10 minutos
Tempo de Cozimento: 1 horas
Rendimento: 5 porções

Ingredientes
  • 1,5 kg de costela bovina
  • 1,5 kg de aipim (macaxeira, mandioca)
  • 2 colheres (de sopa) de óleo ou azeite
  • 2 dentes de alho picado
  • 1 cebola média picadinha
  • 1 tomate grande picado
  • 1/2 pimentão verde picadinho
  • 1 cubo de caldo de costela
  • 1/2 xícara (de chá) de salsinha e cebolinha picada
  • 1 colher (de sobremesa) de colorau
  • 1 pitada de pimenta do reino moída na hora
  • Sal a gosto

Modo de Preparo

  1. Coloque o óleo na panela de pressão e frite a costela cortada em pedaços.
  2. Assim que fritar toda a costela acrescente o alho e a cebola e frite um pouco mais.
  3. Junte o tomate e o pimentão e refogue um pouco.
  4. Junte água até cobrir a carne, o caldo de costela, metade da salsinha e da cebolinha, pimenta do reino e sal.
  5. Feche a panela de pressão e deixe cozinhar por uns 40 minutos, ou até a carne ficar macia.
  6. Quando a pressão sair acrescente o aipim, cubra com água quente e volte para o fogo para cozinhar o aipim, cerca de 30 minutos.
  7. O ideal é o aipim ficar se desmanchando, para isso deixe a panela aberta, mexa sempre e vá acrescentando água quente quando for precisando.
  8. Acerte o sal e sirva com o restante da salsinha e cebolinha picada por cima.

Dicas:

  • Não esqueça de cortar o aipim ao meio e tirar a fibra.
  • Quem gosta de pimenta pode colocar uma pimentinha picadinha junto com a costela para cozinhar.
  • Não gosto de cortar o aipim muito pequeno, gosto de deixar ele com pedaços maiores e com pedaços desmanchando, isso fica do seu gosto.
  • Se quiser o caldo com o aipim, mas cremoso, do que pedaçudo, é só cortar o aipim em pedaços menores.
  • Ao acrescentar o aipim, sempre mexa para não correr o risco de grudar no fundo da panela.
  • Quem quiser fazer sem usar a panela de pressão, se prepare para gastar ai muitas horas, mais de quatro.
  • Fazer ela no fogão a lenha também fica muito boa, uma delícia.
  • Se quiser fazer uma quantidade maior, para um número maior de pessoas, minha dica é fritar a costela aos poucos na panela de pressão (não coloque muitas de uma vez para não juntar água). Depois de fritar todas, frite os temperos, volte a costela para a panela de pressão, complete com a água e cozinhe. Depois de macia, coloque a costela em uma panela maior e só então acrescente o aipim. Daí é só cozinhar o aipim junto com a costela em uma panela maior (sem pressão) até ele ficar derretendo. Não esqueça de mexer de vez em quando para não grudar no fundo.

Strogonoff de Frango

 

Essa é comidinha de domingo. E de festa. Apesar de que muita gente acha cafona servir Strogonoff, como comentei na Receita de Strogonoff de Carne. Eu não acho e sou partidária da filosofia da Luka, sirvo mesmo e também faço aqui em casa e todos gostam e isso é o que importa.

A minha receita de strogonoff de frango é bem parecida com a de carne, mas tem pequenas diferenças por isso resolvi mostrar para vocês, vamos ver?

Continue lendo Strogonoff de Frango

Filé de Merluza Gratinado

Muita gente me pede aqui sugestões para fazer com filé de Merluza, eu já dei duas sugestões:

Filé de Merluza com Leite de Coco

Moqueca de Filé de Merluza

Hoje fiz mais uma opção e vou dividir com vocês.
Filé de Merluza é muito prático e rápido de ser feito e você encontra em quase todo supermercado para comprar. O problema é que na maioria das vezes ele vem congelado e com mais água do que peixe, aí ninguém merece, temos que nos virar nos 30 para fazer alguma coisa gostosa com ele. Essa semana fiz ele gratinado com molho branco no forno, mas fiz de uma forma mais prática. Eu não fritei o peixe antes. Veja como fiz:

Continue lendo Filé de Merluza Gratinado

Frango Desfiado com Creme de Milho

Você já notou como muita gente tem preconceito com comida feita com o reaproveitamento de alguma sobra? Maior ainda é o preconceito contra QUEM faz reaproveitamento de alimentos. São uns coitados de mente tacanha. Pode me chamar de baixa-renda, pobre e sei lá mais o que, mas eu faço reaproveitamento sim. E estou na moda. Sou politicamente correta, sou sustentável e evito o desperdício. Então tô nem aí (não é Luka?). Já falei aqui que não gosto de comida de geladeira, por isto o que sobra de uma refeição, eu sempre guardo em um recipiente fechadinho e reinvento para outra refeição. Sobras de arroz, por exemplo, viram bolinhos e pizza. Sobras de legumes viram tortas e suflês. Sobras de carne viram farofa, recheios, etc… E por aí vai. O que não dá, é aquela maldita sobra ficar indo e voltando para a mesa, aí ninguém merece. Esta receita abaixo foi feita com o resto do frango do dia anterior, mas você pode fazer com um franguinho que acabou de fazer, juro que vai dar no mesmo. Vamos lá então: Continue lendo Frango Desfiado com Creme de Milho

Panqueca ou Trouxinha de Espinafre?

Estava com um maço de espinafre aqui em casa e pensando no que ia fazer. Não queria fazer bolinho, nem suflê. resolvi então fazer panqueca, mas também não queria fazer aquela panquequinha enrolada, comum. Sabe aqueles dias que você está afim de inventar, pois assim estou eu hoje. Resolvi fazer as panquecas, mas em forma de trouxinha.

Ficaram tão lindas. Dá mais trabalho? Dá, mas nada demais.

Achei que elas ficam lindas para fazer em um jantar mais caprichado e recheada de ricota, por exemplo. Dá até para fazer doce. Amei!

Eu já fiz um post sobre como fazer panquecas, então se você não tem muita prática, dá uma olhada neste post (A Rainha das Panquecas), ele vai te ajudar e tirar muitas dúvidas, mas se quiser perguntar mais alguma coisa é só escrever aí em baixo nos comentários.

Panqueca de Espinafre

Ingredientes

1 maço de espinafre

2 ovos

2 copos de leite (usei o copo de requeijão)

1  1/2 copo de farinha de trigo

Sal a gosto

Recheio da sua preferência

Cebolinha para amarrar

Molho de tomates (+ – 1 xícara)

Modo de Preparo

Cozinhe o espinafre em água e sal, depois de frio, esprema na mão para tirar toda água. Coloque no liquidificador os ovos, leite, sal,  farinha de trigo e o espinafre. Bata bem. Em uma frigideira ou panquequeira faça as panquecas com a massa do liquidificador.

Recheio – Eu usei carne moída refogadinha, mas pode usar frango, legumes, ricota, camarão, bacalhau, etc… Basta fazer um refogado bem saboroso.

Montagem – Pegue algumas cebolinhas e corte ao meio no sentido do comprimento. Deixe uma panela com água ferver, desligue e coloque as cebolinhas nela por 3 minutos, isto é necessário porque senão quando você for amarrar as trouxinhas, a cebolinha vai quebrar. Ficando na água quente as cebolinhas ficam um pouco elásticas o que facilita na hora de dar o nó.

Agora, coloque o recheio no centro da panqueca. Junte as bordas e amarre com a cebolinha. Coloque o molho de tomates em uma travessa, fazendo uma caminha e vá arrumando as trouxinhas. Se quiser pode arrumar nos pratos individualmente, também fica bem chique.

Clique nas fotos para ver maior

Dica:

  • Você pode variar a cor das panquecas:

– A mesma massa, mas sem espinafre, ficar na cor da panqueca normal

– Com meia beterraba cozida, você terá panqueca rosa

– Com uma cenoura ou um pedaço de abóbora cozida, você terá panqueca amarela

***************************************************************

A Maria Augusta que ganhou o sorteio do jantar no Dalí Cocina já entrou em contato e já está marcando o dia que vai aproveitá-lo.

E já, já, ainda agora a tarde, vou começar mais um sorteio. Espera aí.