Como já falei outras vezes aqui, não gosto de fazer fritura, até gosto de comer de vez em quando, mas fazer, definitivamente não gosto.

Será que tem alguém que gosta de fazer? Ou, só faz porque TEM que fazer? Eu hein, ficar cheirando a óleo e o cabelo então, fica um nojo, a cozinha toda melecada e na maioria das vezes nós mesmas vamos ter que limpar. Dá prá mim não fia. Só faço, muito raramente para matar desejos.

Por isso gosto destas almôndegas.

Para fazê-las não é preciso fritá-las. Oba.

Veja como eu fiz:

Almôndegas Assadas com Molho

Ingredientes

500g de carne moída (se for patinho, melhor)

2 fatias de pão de forma ou um pão francês (molhado com leite e bem espremido)

3 dentes de alho amassado

1 cebola média ralada

1 ovo

Sal o suficiente

1 xícara de molho de tomates (ou uma lata de sua preferência)

Queijo ralado para polvilhar

Modo de Preparo

Misture a carne com o pão, o alho, a cebola, o ovo e amasse bem. Tempere com o sal. Pegue pequenas porções da massa de carne e modele bolinhas na mão. coloque em uma assadeira untada com óleo e leve para assar até elas ficarem douradas, o forno deve estar na temperatura média.

Esquente o molho de tomates. Arrume as almôndegas em uma travessa, coloque o molho por cima e polvilhe o queijo ralado.

****************************************

Eu sei que deve ter gente que detesta molho em lata, caldo de carne em tablete (agora em potinhos), que detesta margarina (só usa manteiga), chocolate ao leite nacional (só usa belga e de preferência meio amargo que é mais chique) e outras coisas mais. Mas esta não é a minha realidade, nem a da maioria dos brasileiros.

Claro que eu gosto de qualidade e de novidades, melhor ainda se as novidades tiverem qualidade.

Quem não tem curiosidade de experimentar um alho negro, Limoncello e sei lá mais o que  destas novidades que temos ouvido muito por aí? Eu tenho, mas no meu dia a dia não vivo disto.

Estes dias “ouvi” uma pessoa falando no Twitter: “se eu entro em um blog e vejo uma receita com margarina, não volto mais lá, acho um absurdo”, vi também muitas críticas ao Atala, por ser um chef e se “prestar a um papel destes”, só por causa da propaganda que ele fez do caldo em potinhos.  Você deve estar pensando: “Ah vá, que você ouviu isto?” Ouvi e muito!

Não critico estas pessoas, só acho que da mesma forma que ela adora cozinhar com azeite extra vírgem ou manteiga (feita com leite de vacas holandesas) também me reservo o direito de ter direito de cozinhar do jeito que eu gosto e posso.

Se não tenho molho de tomates frescos, posso usar um bom molho de tomates em lata, que tenha qualidade e que seja gostoso, sem me sentir a pior cozinheira do mundo. Gosto de cozinhar com azeite ou com manteiga, mas às vezes só tenho margarina, às vezes o salário acabou antes do mês e por causa disto não vou poder fazer um belo de um prato? Claro que vou.

Tenho muitos amigos chefs no Twitter e no Facebook, com quem aprendo muito conversando, são verdadeiros artistas e com um uma simplicidade exemplar, a eles eu respeito.

Não sou chef e nem tenho a pretensão de sê-lo. Sou apenas uma dona de casa que sempre quer o melhor para sua família, então acho que tenho o ingrediente principal para as minhas receitas: Amor.

Punto e basta, como diria o Totó (#passionefeeling)

11 respostas

  1. Querida, a vida não é filme. As pessoas deveriam entender isso.
    Eu sai de Porto Alegre pra morar no interior, muita coisa não chega aqui…

    🙂

  2. Patty, as almôndegas estão show de bola, mas dessa vez você AHAZOU mesmo no recado: faço minhas suas palavras! Eu uso caldo em tablete, em pó, em potinho, ADORO pomarola (aquele 100% natural) e não tô nem aí p/ os gastrochatos. Teve uma época que eu dei uma sumida do twitter porque não aguentava mais, tava dando nos nervos aquela competição de comida frescurenta.
    Não adianta a gente fazer um blog com receitas que são inatingíveis pelos nossos leitores não é mesmo?
    Eu apoio 100% o que você escreveu!!!
    Bjs

  3. Minha amiga, fala sério, quem é que aguenta alimentar família à base de produtos importados? Eu não!!! Tudo é muito legal pra ter de vez em quando, fazer um charme, curtir com um vinho especial, num momento legal…mas no meu dia a dia é molho pomarola e caldo knorr!!! Graças a Deus que eles existem!!!! Glória à tudo que facilita a vida da mulher que tem que se virar em 3, como é o meu caso por exemplo!

    Abraço,

  4. Hehehehe, eita Patty porreta!
    Isso mesmo minha fia, pra se fazer boa comida só é preciso amor, e não é de Sazon que estou falando não, é amor mesmo!!!
    Tudo bem, que ás vezes para um prato especial se compre um produto x…mas no dia a dia, vai o que tem na mão mesmo.

    Agora, sabe de uma coisa, descobri uma melhor ainda, almondegas no microondas, eu nem acreditei…segunda feira vou postar, olha…não fica devendo nada, viu!
    As suas…assadas, ficaram lindas, também uso farinha de rosca para dar liga, é ótima!
    Bjuss!!!

  5. Adorei a receita porque também não faço frituras! Tenho uma dúvida! Qto tempo de forno para as almondegas ficarem no ponto?

  6. Eu acho que tudo tem que ter bom senso, se vc pode usar um produto melhor que vai valorizar o seu prato ótimo, mas senão, apela para a imaginação, substitui, cria, e vc vai ver que fica muito bom quando se usa o amor na cozinha, bjs

  7. Oi Patty! Obrigada por responder minha dúvida sobre o tempo de forno. Testei a receita e adorei! Ficou muito bom!
    Bjs Silvia

  8. Parabéns pelo seu comentário abaixo da receita, tá certinha, muitos chefs falam em manteiga, azeite extra virgem, etc. Porque não sai do bolso deles o custo dessas mercadorias, pois normalmente são empregados de hotéis, restaurantes ou programas de TVs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.