Categorias
Comida Nordestina Dicas Culinárias Dicas e Truques Receita Feita no Liquidificador Receitas Para Iniciantes

Como se faz leite de coco em casa

Esta dica é muito boa, mas não é sempre que dá para eu fazer aqui em casa. Muitas vezes escolho uma boa marca do leite de coco em garrafinha e uso. Mas quando tenho um tempo a mais e compro coco seco, daí prefiro fazer, pois o sabor é outro e as receitas ficam incríveis. Uma moqueca com este leite de coco feito em casa fica um escândalo.

Eu faço assim:

Como Fazer Leite de Coco Caseiro

Ingredientes:

  • 1 coco seco
  • 1 litro de água mineral morna (filtrada)

Modo de Preparo:

Fure o coco e retire a água.  Quebre o coco e coloque no forno quente por alguns minutos. Isto ajuda a polpa a se desprender com mais facilidade. Com a ajuda de uma faca retire a polpa da casca dura. Você já pode usar assim, mas eu prefiro o leite mais branquinho, então descasco o coco e corto em pedaços pequenos. Coloco no liquidificador junto com a água morna. Bato por uns 3 minutos. Depois eu passo por um coador ou peneira bem fina. Desta vez passei naquela peneirinha de chá (ela é super fina). Mas tem quem passe em um pano de algodão e depois esprema. Está pronto para uso.

Dicas:

  • Guarde o bagaço do coco ralado no freezer para utilizá-lo em outras receitas.
  • O leite de coco caseiro se conserva bem por apenas 48h na geladeira.
  • Se quiser fazer um leite mais grosso, diminua a quantidade de água.
Categorias
Comida Nordestina Peixes e Frutos do Mar Receita Salgada Receitas slides peq

Moqueca de Sururu

Sururu (foto 1) é um molusco muito comum aqui no nordeste, já tomaram o famoso Caldo de Sururu? Hum, é delicioso, principalmente com amendoim torrado. Em Maceió tem um delicioso, só não me lembro o nome do lugar onde tomei, rs (Cozinha Perfumada, já tomou algum aí?). Tem também, a Moqueca de Sururu do Espírito Santo.

Mas, desta vez resolvi fazer uma Moqueca de Sururu nos moldes baiano, com dendê e coco.

 

Moqueca de Sururu

Ingredientes

1 kg de sururu

2 cebolas médias picadas

1 maço de coentro picado

1/2 pimentão verde picado

2 tomates picados

4 colheres (de sopa) de azeite de dendê

3 limões

1 copo de 250 ml de leite de coco (ou um vidro pequeno)

Sal a gosto

 

Modo de Preparo

Lave o sururu muito bem, retirando todos os pedaços de casca que eventualmente tenha. Coloque o sururu em um recipiente cubra com água filtrada e o suco de limão.

Coloque o azeite de dendê em uma panela e frite a cebola, depois acrescente o pimentão e o tomate. Escorra o sururu e junte ao refogado com metade do coentro.

Tampe a panela e deixe cozinhar por uns 10 minutos. Junte o leite de coco e mexa devagar. Deixe cozinhar um pouco mais, acrescente o restante do coentro e sirva quente acompanhado de arroz branco.

 

Clique na foto para ver maior

Obs.

  • Usei panela de barro, mas dá para fazer em outro tipo de panela.
  • Não use água, pois o sururu solta água, que junto com o leite de coco é suficiente para cozinhar.

Dica:

Categorias
Aperitivos e Petiscos Doces Nordestinos Receitas Para Iniciantes

Espetinho de Queijo Coalho

Lembram que eu mostrei aqui a cesta que eu ganhei da Tirolez? Esta aqui. Pois ela está rendendo, hahaha. Hoje vou mostrar que fiz Espetinho de Queijo Coalho com Mel. Este queijo vem em um bloco só e espetado com os palitos, veja na foto 2. você só tem que passar a faca e dividir os espetinhos. Como eu não ia fazer churrasco por estes dias e não ia acender a churrasqueira só para assar uns queijinhos optei por fazer na frigideira e não é que deu super certo, Recomendo.

Espetinho de Queijo Coalho com Mel

Eu fiz assim: Cortei e separei os espetinhos de queijo coalho. Na frigideira (usei uma panquequeira, pois é mais baixa) coloquei uma pitada de manteiga e fritei de todos os lados. Reguei com mel e pronto.

Clique nas fotos para ver em tamanho maior

Se quiser fazer o Queijo Coalho Frito com Mel de Engenho eu fiz um vídeo para o Instagram. É um vídeo curtinho, mas dá para ver:

 

Categorias
Comida Nordestina Geral Peixes e Frutos do Mar Receita Salgada Torta, Escondidinho, Polenta e Bobó

Escondidinho de bacalhau, este é de comer de joelhos.

Fiz este escondidinho para receber uns amigos aqui em casa e foi um sucesso. Aliás todo escondidinho é bom, né gente?

Não vou ficar aqui conversando, pois a receita é longa e tem muuuuiiiitas fotos. Mas vou escrever por partes que fica bem fácil.

Faz que você não vai se arrepender. Esta travessa deu para 10 pessoas. Foi servido com arroz branco e salada de rúcula com manga.

Escondidinho de Bacalhau

Ingredientes

Para o bacalhau

500g de bacalhau

1 cebola ralada

2 dentes de alho amassados

2 colheres (de sopa) de coentro picado

10 azeitonas verde sem o caroço

1/4 de xícara (de chá) de azeite de oliva extravírgem

Para o purê

500 g de macaxeira (é o mesmo que aipim ou mandioca)

1 colher (de sopa) bem cheia de manteiga

1 vidro de leite de coco (200 ml)

1 copo (de 150 ml) de leite

Sal a gosto

200g de muçarela

Modo de Preparo

Do bacalhau

No dia anterior coloque o bacalhau em um recipiente com água e leve a geladeira. Troque esta água pelo menos umas 4 vezes. No dia seguinte coloque o bacalhau em uma panela com água limpa e deixe levantar fervura. Escorra a água, deixe esfriar e desfie o bacalhau, retirando pele e espinhas. Agora coloque o azeite em uma panela, refogue a cebola, acrescente o alho, frite mais um pouco. Acrescente o bacalhau desfiado e o coentro. Deixe refogar um pouco e desligue. Junte as azeitonas e misture. Despeje na travessa onde vai ser montado o escondidinho.

Do purê

Cozinhe a macaxeira na água com sal. Depois amasse bem com um garfo. Misture o leite de coco, o leite e a manteiga. Leve ao fogo, mexendo sempre. Veja se o sal está bom. Depois que levantar fervura pode desligar. Espalhe sobre o bacalhau que está na travessa. Cubra com o queijo muçarela e leve ao forno alto para gratinar.

Clique nas fotos para ver em tamanho maior

Dica:

  • Se quiser o purê mais mole ou mais duro, aumente ou diminua a quantidade de leite.

Observação: Obrigada pelas pessoas que estão chamando a minha atenção, dizendo que escrevi errado a palavra “Muçarela”. Não escrevi não. O certo é “Muçarela”, é horroroso, mas é o certo.  http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=mu%E7arela

Veja também:

Escondidinho de Charque com Macaxeira

Categorias
Comida Nordestina Doces Caseiros Docinhos Receita Doce

Balinhas de Caju ou “Nego Bom” de Caju

Vocês conhecem “Nego Bom”? Acho que a maioria dos nordestinos vão dizer que sim. É mais ou menos parecida com a Mariola carioca, kkk, ficou na mesma? Tanto o “Nego Bom” quanto a Mariola, são doces feitos com banana e açúcar, depois são passados (as bolinhas ou os pedaços) no açúcar cristal e enrolados no papel celofane.

No meu caso, eu fiz este mesmo doce só que de caju, seria então um Nego Bom de Caju? Não sei, só sei que ficou muito bom e todo mundo aqui em casa aprovou.

Ainda ontem eu postei aqui o Doce de Caju Pastoso, pois o Doce de Caju Pastoso é a base da Balinha de Caju

Vou repetir aqui, a receita completa para não ficar confuso.

Vamos lá:

Balinhas de Caju

Ingredientes

1 kg de caju

800 g de açúcar cristal

4 colheres (de sopa) de suco de limão

Açúcar cristal para envolver as balinhas

Modo de Preparo

Corte os cajus e vá batendo aos poucos no liquidificador, se achar que precisa de um pouco (bem pouco mesmo) de água para ajudar a bater pode usar (eu não usei). Despeje sobre uma peneira e deixe escorrer um pouco. Coloque na panela, junto com o açúcar e o limão e leve para cozinhar. Mexa de vez em quando, mas quando o doce começar a ficar cremoso não pare de mexer. O ponto certo é quando o doce começa a desgrudar da panela (parecido ao ponto do brigadeiro). Unte um prato com manteiga e despeje o doce nele. Espere esfriar completamente e só então enrole as balinhas na mão e passe no açúcar cristal. Você pode quardá-las assim em uma boboniere ou enrolar em pedaços de papel celofane, como eu fiz.

Dica:

  • Eu usei o sumo que escorreu da peneira para fazer um suco, ficou muito bom.

Obs: Eu fiz o Doce de Caju Pastoso e depois de pronto retirei a metade e guardei e a outra metade voltei para o fogo e deixei apurar mais até ficar no ponto da balinha.

Veja também:

Doce de Caju em Calda
Doce de Caju Pastoso
Categorias
Comida Nordestina Doces Caseiros Receita Doce

Doce de caju pastoso

Lembram que na safra de caju do ano passado eu fiz o Doce de Caju em Calda? Pois bem, este ano, apesar de achar que tem menos caju nas feiras, que no ano passado, já fiz dois tipos de doce de caju e ainda quero repetir o em calda.

Este que vou mostrar para vocês agora é o Doce de Caju Pastoso, depois mostro o outro.

Eu fiz assim:

Doce de Caju Pastoso

Ingredientes

1 kg de caju

800 g de açúcar cristal

4 colheres (de sopa) de suco de limão

Modo de Preparo

Corte os cajus em pedaços pequenos e coloque no liquidificador. Bata bem. Nesta hora você vai ter que dar umas chacoalhadas no liquidificador, se mesmo assim não bater coloque um pouquinho de água (mas bem pouco mesmo). Depois de bater, despeje em uma peneira para escorrer o excesso de líquido, não precisa mexer para a massa de caju não ficar muito seca. Coloque a massa de caju na panela, acrescente o açúcar e o suco de limão. Misture e leve ao fogo. Quando começar a ferver abaixe bem o fogo, a tendência é o doce ficar  espirrando e pode lhe queimar. De vez em quando dê uma mexida no doce para ele mão grudar no fundo. Ele deve ficar no fogo por cerca de 45 minutos até 1 hora. Quando você notar que ele mudou de cor e está bem cremoso, já pode desligar. Coloque em um vidro com tampa e ele se conserva bem.

Dica:

  • Quando for bater os cajus no liquidificador faça isto aos poucos (uns 5 cajus por vez) assim fica mais fácil.

Obs: Não esqueçam: Caju sem acento #peloamordedeus, rs.

Veja também:

Doce de Caju em Calda
Balinhas de Caju ou “Nego Bom de caju
Categorias
Comida Nordestina Farofa Geral Receita Salgada Receitas Para Iniciantes

Farofa de Dendê #semanadafarofa

Fui convidada pelos Gastrotwitteiros (grupo ligado à gastronomia do Twitter), através da Dirlene D’Addio, para participar da Semana da Farofa. Pensei logo nesta Farofa de Dendê, bem baiana, com eu. Esta farofa acompanhada por um peixe com leite de coco ou com uma moqueca de peixe, siri, arraia, hum, é muito boa.
É uma farofa super simples. A única dificuldade pode ser encontrar o azeite de dendê, mas na maioria dos supermercados, principalmente os maiores você já encontra na seção que tem shoyu, molho inglês, etc…

Farofa de Dendê

Ingredientes
1/2 xícara ( de chá) de azeite de dendê

1 cebola média picada

Farinha de mandioca crua que baste

Sal a gosto

Modo de Preparo
Aqueça o azeite de dendê. Junte a cebola picada. Deixe fritar até ficar tenra. Acrescente o sal e vá juntando farinha de mandioca até obter uma mistura solta e seca. experimente o sal e se precisar é só corrigir.

Sobre o Azeite de Dendê
O azeite de Dendê é produzido a partir do fruto da palmeira conhecida como Dendezeiro (Elaeis guineensis). É muito usado na culinária baiana e africana. Podemos fazer pratos como caruru, vatapá, acarajé, bobó-de-camarão, abará, entre outros.

Algumas marcas:

Categorias
Comida Nordestina Geral Receita Feita na Panela de Pressão Receita Salgada Torta, Escondidinho, Polenta e Bobó

Escondidinho de Charque com Macaxeira #receita

Escondidinho de Charque com Macaxeira é um clássico, né gente? Aqui em casa é sucesso absoluto. E eu, como gosto muito de coisas práticas (como vocês já sabem), amo a ideia de deixar um refratário desses prontos e no dia seguinte só colocar para gratinar.

Se você for dar um jantar ou um almoço, deixe um desses prontos na geladeira e no dia seguinte você já tem a refeição praticamente pronta. Você só vai precisar de um arroz branco e uma salada (prefiro de folhas) e você terá uma refeição completa com este escondidinho.

Você também pode congelar. Se você usar as técnicas certas de congelamento, ele se conserva perfeito por três meses no freezer.

Escondidinho de Charque Com Macaxeira

Ingredientes
1 kg de macaxeira cozida
500 g de charque desfiada
200 g de queijo muçarela fatiado
1 vidro de leite de coco (200 ml)
3 xícaras (de chá) de leite
1 colher de manteiga
1/2 cebola picadinha

Modo de Preparo

Descasque a macaxeira (mandioca), corte-a em pedaços para facilitar o seu cozimento, coloque em uma panela e cubra com água e sal. Deixe cozinhar por aproximadamente 2 horas para que fique bem solta e mole, se preferir use a panela de pressão, aí ela cozinha por uns 30 minutos. Depois escorra a água e quando estiver morna, bata aos poucos no liquidificador com o leite e o leite de coco. Dá para amassar com um garfo e ir incorporando o leite. Reserve.

Para dessalgar a charque (carne seca), o bom é deixar ela de molho em água de um dia para o outro, trocando a água umas 3 vezes.

No dia seguinte, coloque a carne na pressão cubra com água e deixe cozinhar por mais ou menos 30 minutos, se estiver macia, escorra a água, deixe esfriar e desfie. Frite a cebola na manteiga, crescente a carne desfiada e dê uma refogada.Em um refratário coloque uma parte do purê e depois a charque deixando a massa toda coberta por ela, depois cubra com o resto da massa e em seguida coloque as fatias de queijo muçarela sobre todo o escondidinho. Leve ao forno para gratinar.

 

Dá para ser feito em uma porção única ou em porções individuais, em ramequins. Eu acho um charme quando ele é feito em porções individuais.

Dica: Dá para fazer escondidinho de camarão, carne de sol, bacalhau, ou só queijo, para quem não come carne.

Categorias
Carne, linguiça Comida Nordestina Faça Você Mesma (DIY) Geral Receita Salgada Receitas Para Iniciantes

Como Fazer Carne de Sol Com a Carne Crua – DIY.

 

Como boa nordestina gosto demais de Carne do Sol. Quando morei no Estado de São Paulo eu não encontrava muito fácil para comprar, então todas as vezes que minha mãe ia me visitar, ela fazia para deixar lá para a gente.

Eu nunca tinha feito Carne de Sol antes, mas como tem sempre gente que me pergunta como faz, resolvi fazer para colocar no blog. É facílimo!!!

Agora, quem gosta de Carne do Sol e mora no exterior ou em Estados onde não encontra para comprar, agora já pode fazer a sua própria Carne do Sol. Quem sabe você até se torna uma fornecedora de Carne do Sol para os amigos e conhecidos aí na sua cidade, já pensou um din din extra no fim do mês.

Primeira pergunta:
Qual carne usar?
Tem que ser uma carne de boa qualidade. Pode ser por exemplo: maminha, picanha, contra-filé, coxão-mole, alcatra, até com lagarto eu soube de gente que fez e ficou bom.

Segunda pergunta:
Qual o sal que devo usar? O fino ou o grosso?
Eu prefiro o fino, pois ele penetra melhor na carne tornando o processo mais rápido.

Terceira pregunta:
Quanto de sal vai usar?
Tanto eu quanto minha mãe colocamos no olhômetro, isto é, não temos medida, mas não economize. O sal é usado para desidratar a carne então coloque bastante. Quem já fez receitas com carne do sol sabe que ela é bem salgada (tipo o bacalhau) e que antes de prepará-la temos que dessagá-la.

Quarta pergunta:
Fica muito tempo no sol?
Ela chama-se Carne do Sol, mas não vai no sol e sim no sereno.

Vamos Fazer a Carne de Sol?

  • Escolha uma carne de boa qualidade e abra em mantas com aproximadamente 3 a 4 cm de espessura. Coloque a manta de carne em um recipiente e  espalhe o sal por cima, vire a carne e espalhe o sal do outro lado também.
  • Cubra o recipiente com um pano de prato e deixe descansando por aproximadamente 12 horas.
  • Depois, coloque um varal à sombra,  pendure a carne e deixe “curar” mais ou menos 48 horas. Se puder deixar no sereno melhor ainda. Eu coloquei um varal entre a cozinha e a despensa (onde tem uma janela), no quintal não ia rolar, pois ia ser um banquete para os gatos da vizinhança, hahaha.
  • Durante a noite eu deixei a carne descoberta, mas durante o dia eu cobri com um paninho por conta das moscas, poeira, estas coisas.
  • Depois de pronta é só conservar na geladeira.

Obs. Depois de pronta a carne muda de cor. Você vai ver que ela fica mais escura que a carne crua.

Dicas

  1. Quando for usar a carne, lave muito bem para retirar o excesso de sal. Depois deixe de molho no leite que além de tirar o resto do sal, vai deixar a carne bem mais macia.
  2. Quando fritar a Carne do Sol, não deixe muito no fogo, pois ela fica dura. O sal já faz uma espécie de pré-cozimento na carne, então quando dourar um pouquinho já retire do fogo.

Receitas Com Carne de Sol:

Como sugestão segue uma lista de receitas com Carne de Sol: CLIQUE AQUI.

 

 

Categorias
Arroz, Macarrão, Panqueca e Lasanha Comida Nordestina Eventos Geral Receita Salgada

Arroz de Cuxá – Cozinha Maranhense da Boa

Eu nunca tinha comido nenhuma comida tipicamente maranhense. Tive a oportunidade de experimentar lá no Nordeste Culinária. Luécia Lemos nos ensinou estes dois pratos típicos do Maranhão: Arroz de Cuxá e Torta de Camarão (depois publico). Que delícia! Gostei demais do Arroz de Cuxá, pena que a vinagreira não seja tão fácil de encontrar por aqui. A Torta de Camarão eu já conhecia, na Bahia, onde eu nasci, é chamada de Frigideira de Camarão.
Vamos conferir a receita de Arroz de Cuxá:

Arroz de Cuxá

Ingredientes
1 kg de arroz lavado e escorrido
1/2 kg de camarão seco lavado e escorrido
5 maços de vinagreira sem o talo
200 g de gergelim branco torrado
2 cebolas
3 dentes de alho amassados
1/2 xícara de azeite de oliva
Sal a gosto

Modo de Preparo
Corte as folhas de vinagreira e reserve. Refogue a cebola no azeite, acrescente o alho e depois o camarão e refogue mais um pouco. Junte o arroz e as folhas de vinagreira, mexa bem.. Acrescente água fervendo, sal e deixe cozinhar. Quando o arroz estiver macio e a água secar junte o gergelim ligeiramente triturado. Na hora de servir acrescente um pouco mais de azeite de oliva.

 

Vinagreira

A vinagreira também é conhecida como caruru-azedo ou quiabo-roxo e seu nome científico é Hibiscus sabdariffa. É uma planta típica da flora do Maranhão. Muito rica em ferro, além de ser usada na culinária ela tem propriedades medicinais. Se você quiser saber mais sobre esta planta veja na Wikipedia e na Universidade Federal do Maranhão.

******************************************************

Notícia
O blog está meio devagar estes dias porque estou doentinha. Por isto também não tenho visitado os blogs amigos. Assim que eu melhorar completamente volto a atualizar e fazer minhas visitinhas costumeiras.