Arquivo da tag: Receita Salgada

Filé de Frango com molho cremoso de champignon

Esse Filé de Frango com Molho Cremoso de Champignon é muito fácil  de fazer e com ingredientes simples, mas que ganha um ar mais sofisticado e de festa por conta do champingnon. Ele é delicioso e uma opção mais em conta para um jantar de fim de ano.

 

Filé de Frango com Molho Cremoso de Champignon

Ingredientes (4 porções)

2 peitos de frango grande e sem osso

1 colher (de sopa) de manteiga (rasa)

1/2 colher (de sopa) de óleo

Sal e Pimenta do reino moída na hora

Continue lendo Filé de Frango com molho cremoso de champignon

Bisteca rápida com mostarda e mel

 

Vocês sabem que só muito raramente faço fritura aqui em casa, mas quando estou com muita pressa essa receita de Bisteca Rápida com Mostarda e Mel me salva porque é muito fácil de fazer e como o nome já diz é muito rápida.

Você nem precisa temperar ela com antecedência e ela fica muito saborosa.

você também pode variar a quantidade que quer fazer, faça quantas bistecas quiser, eu vou colocar a quantidade para 3 bistecas, mas você tanto pode fazer 1 como 10.

Veja:

Continue lendo Bisteca rápida com mostarda e mel

Salpicão de Kani

 

Salpicão é uma das minhas saladas preferidas, gosto de fazer de várias versões. Gosto de frango, de frango defumado, de salmão defumado, de frios e de Kani Kama.

Ela é tão refrescante e tão gostosa que muitas vezes quando faço, como só ela, sem mais nada. Sério gente, eu gosto mesmo, rs

Essa receita é ótima para essas festas de fim de ano e essa versão de kani é uma opção ao tradicional salpicão feito de frango

Veja a receita:

Continue lendo Salpicão de Kani

Lagarto Feito na Panela de Pressão

Quando eu disse que tinha Lagarto para o almoço, sabe o que eu ouvi do meu pequenininho? Argh, uma expressão meio de pena e ao mesmo tempo de nojo. Pela cara dele vi logo que ele imaginou um calango, uma iguana na panela. Tadinho. Daí expliquei que lagarto era só o nome desse pedaço de carne, mas que era carne de boi como outras que ele comia, inclusive no hambúrguer, mas não teve jeito, ele não comeu.

Em alguns lugares esse corte de carne conhecido como Lagarto é conhecido como Paulista. E aí você prefere comer um lagarto, ou um paulista kkkk. Brincadeiras à parte, só te digo que é uma receita super fácil e fica uma delícia.

Se você quer fazer um jantar bem legal, se vai receber alguém em casa, faz essa receita, pois ela não vai te dar trabalho nenhum e é uma carne que agrada a todo mundo.

O bom é que muitas vezes encontramos em supermercados peças lindas de lagarto bem limpinho e em oferta, num preço ótimo.

 

Continue lendo Lagarto Feito na Panela de Pressão

Nhoque de Macaxeira (aipim, mandioca)

Essa receita de Nhoque de macaxeira, ou de aipim, ou mandioca, como é chamado em algumas regiões do Brasil é uma opção ao clássico Nhoque de Batatas tão conhecido por todos. Aqui em casa todos gostam muito de nhoque, seja ele feito de batata, macaxeira, abóbora, ricota, espinafre ou outro. Aliás, dá para fazer nhoque de uma porção de coisas.

Eu fiz esse nhoque da maneira clássica, fazendo rolinhos e cortando em pedacinhos, mas essa receita fica um escândalo se você fizer recheado. Basta você pegar porções de massa, abrir na mão, colocar o recheio e fechar, fazendo uma bolinha (como se fosse um docinho). Depois você cozinha como qualquer nhoque, em bastante água quente. Para o recheio você pode usar o que preferir, o que eu gosto muito é de rechear com pedaços de queijo, dai quando você morde para comer fica aquele puxa-puxa (salivei).

Bem, da próxima vez vou fazer recheado para fazer vocês babarem no teclado com o queijo derretendo, mas por hora deixa eu mostrar como fiz esse, veja:

Nhoque de Macaxeira (aipim, mandioca)

Rendimento: 6 porções

Ingredientes

    • 1/2 kg de macaxeira (aipim, mandioca)
    • 1 colher (de sopa) de manteiga
    • 1 ovo
    • 1 colher (de sopa) de queijo parmesão ralado
    • 1 pitada de sal
    • 1 xícara (de chá) de farinha de trigo (essa quantidade pode variar se a macaxeira for muito seca ou não)
Para servir

Modo de Preparo

    1. Cozinhe a macaxeira, veja aqui como fazer isso: Como cozinhar macaxeira (aipim, mandioca).
    2. Depois escorra a água e com ela ainda morna, retire a fibra que fica no meio dos pedaços e amasse com um garfo, ou outro espremedor. Depois de amassada espere esfriar.
    3. Coloque em uma tigela a macaxeira amassada, a manteiga, o ovo, o queijo ralado, o sal e vá misturando e acrescentando a farinha de trigo. Se precisar acrescente um pouquinho mais de farinha de trigo, mas a massa tem que ficar de uma forma que dê para fazer rolinhos.
    4. Polvilhe farinha de trigo sobre uma mesa e pegue pedaços da massa e faça rolinhos (é só lembrar daquelas cobrinhas que a gente faz com massa de modelar, é a mesma coisa). Com uma faca corte pedacinhos (como na foto). Eu gosto de cortar pequenos,acho que fica melhor. Vá colocando os nhoques cortados em uma assadeira/bandeja polvilhadas com farinha de trigo. Depois de todos cortados, coloque uma panela no fogo com bastante água para ferver.
    5. Quando a água estiver fervendo, coloque sal. Depois é só ir colocando os nhoques na água fervendo e a medida que eles forem subindo, vindo para a superfície da água, vá retirando com a ajuda de uma escumadeira e colocando em um recipiente (pode ser no que você vai servir).
Dá para você servir de duas formas:
  1. Pode só esquentar o molho de tomate, misturar os nhoques cozidos, depois colocar no prato, polvilhar queijo ralado, enfeitar com folhas de manjericão e servir (como eu fiz).
  2. Ou misturar os nhoques com o molho, colocar em um refratário, polvilhar queijo (pode ser muçarela) e levar ao forno para gratinar (assim fica mais unidos venceremos, mas é muito gostoso também).

Dicas

  • Amassar ou espremer a macaxeira ainda morna facilita muito. Se você deixar ela esfriar para depois fazer isso, vai ver que ela fica mais dura/firme, dificultando o trabalho.
  • Dependendo se a macaxeira é mais úmida, ou mais seca a quantidade de farinha vai variar um pouco. Minha dica é ir colocando aos poucos, até a massa ficar num ponto que dá para enrolar. Cuidado para não colocar demais.
  • Tenha um pouco mais de farinha para poder espalhar na mesa na hora de abrir os rolinhos e também para quando for cortando ir polvilhando sobre os nhoques para eles não grudarem.
  • Eu coloco só uma pitada de sal mesmo, porque o queijo é bem salgado, mas se achar pouco, acrescente mais.
  • Viram que tem um pote descartável com molho de tomates na foto dos ingredientes? Então, quando quero aproveitar o preço do tomate eu faço bastante molho, seguindo a receita que falei lá em cima, coloco em potinhos, colo uma etiqueta com a validade e guardo no freezer, daí quando eu preciso tenho sempre um molho caseiro bem gostoso prontinho.

Rondelli de Massa de Pastel

Há uns meses atrás comi um rondelli feito com a massa de pastel, aquela comprada pronta e em rolo, na casa de uma amiga e gostei muito, nem parecia massa de pastel. Perguntei a ela como fazia e nossa, era muito fácil. Assim que encontrei a massa para comprar resolvi fazer um também e fiz essa versão de frango que ficou uma delícia.

Estou encantada com essa receita, pois tem muitas possibilidades tanto de recheios, como de molhos. Eu já fiz algumas vezes e cada vez gosto mais.

Além disso é uma receita que rende bastante e você pode fazer em porções menores. Outra dica é montar em porções individuais em tigelinhas que vá ao forno, vai ficar lindo e seus convidados nem imaginarão como é uma coisa tão fácil de fazer, prático e barato.

Continue lendo Rondelli de Massa de Pastel

Bisteca de Porco na Panela de Pressão

Normalmente fazemos bisteca frita, né gente? Mas, eu faço raramente fritura aqui em casa, detesto a sujeirada que faz, e o cheiro que a gente fica. Então, faço muito raramente. Que fritura é uma delícia não tem como negar, mas que ela não faz muito bem também é fato, então como poucas vezes. Mas, quando dá aquela vontade master de comer uma besteirama frita, prefiro comer fora ou fazer no fim de semana.

No dia a dia não faço fritura, por isso toda vez que compro bisteca para fazer para o almoço, eu faço na panela de pressão, raramente fiz ela frita e não fica nada a dever em sabor.

Essa eu fiz  e fotografei para mostrar para vocês, veja:

Bisteca de Porco na Panela de Pressão

Ingredientes (8 porções)

  • 8 bistecas de porco
  • 4 dentes de alho amassados
  • Suco de 1/2 limão
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino moída na hora
  • 1 colher (de sobremesa) de colorau (corante feito com urucum)
  • 1 xícara (de chá) de água quente

Modo de Preparo

Coloque as bistecas de porco em um recipiente e tempere com o alho amassado, o suco de limão, o sal e a pimenta do reino. Deixe descansar por uns 20 minutos.

Coloque a panela de pressão no fogo para esquentar. Quando tiver bem quente vá colocando as bistecas, core de um lado, vire e doure do outro lado. Acrescente o colorau e a água, misture e tampe a panela. Quando a panela de pressão começar a chiar, abaixe o fogo e conte 15 minutos. Depois é só retirar a pressão, destampar a panela e levar ao fogo alto novamente. Deixe o molho apurar um pouquinho, ele vai reduzir e ficar um pouco mais encorpado. Prontinho, agora é só servir bem quentinho.

Dicas:

  • Eu não uso óleo na hora de dourar as bistecas. Se a panela estiver bem quente, não é necessário.
  • Sirva essas bistecas com arroz e salada e você tem uma refeição completa.
  • Se você tiver receio em usar a panela de pressão leia o post abaixo:

Como usar panela de pressão

Sobrecoxas de Frango com Leite de Coco e Açafrão

 

Essa receita é muito fácil e é excelente para variar o seu franguinho do dia a dia. Eu fiz com sobrecoxa, mas dá para fazer com outras partes do frango. Fica muito bom, uma delícia mesmo. Às vezes a gente fica meio sem ideia do que fazer de diferente para o almoço ou jantar não é mesmo? Pois bem, tente essa receita.

Eu não costumava usar o açafrão-da-terra ou como alguns chamam, cúrcuma. Mas, desde que encontrei no supermercado daqui, eu tenho usado e dá um toque super especial em várias receitas. A gente tem que experimentar né pessoal? Eu sou assim, estou sempre procurando coisas novas.

Veja como ficou a minha receita:

Continue lendo Sobrecoxas de Frango com Leite de Coco e Açafrão

Frango com Missô

Gente essa receita é daquelas vapt e vupt.  Nela usamos pouquíssimos ingredientes e podemos variar o franguinho do dia a dia de forma bem fácil. Vocês estão vendo que estou fazendo várias receitas com inspiração na culinária japonesa e chinesa, né? É que, como vocês sabem, na minha mais recente viagem para São Paulo, fui na Liberdade e comprei alguns ingredientes dessa culinária que eu não encontro facilmente por aqui. Como eu gosto de sempre estar inventando, fico aqui pesquisando e tentando, até fazer coisinhas gostosas para passar para vocês.

Acho que eu sou mal acostumada, nunca gostei de comer sempre a mesma coisa, sabe aquelas pessoas que sempre comem, arroz, feijão, bife e salada? Essa não sou eu! Gosto de comer coisas diferentes praticamente todo dia. E como sou eu que cozinho aqui em casa sempre mudo, troco o feijão por lentilha, grão de bico, soja, etc… e por aí vai. Também gosto de comida fresca, do dia. Então, mesmo que o feijão seja o de ontem, hoje  um dos pratos vai ser fresco. Sou chata? Num acho não, sou chata com outras coisas, mas com comida, não. Como de tudo e com gosto, meu quadril que o diga. Mas tenho um defeito (?!), não gosto de ficar o dia todo na cozinha, não me entendam mal, eu gosto de cozinhar, mas gosto ainda mais de praticidade. Então, se uma receita é fácil de fazer, barata, rápida e gostosa já me ganhou. É o caso desse Frango com Missô, não tem como ser mais fácil. Veja:

Continue lendo Frango com Missô

Salada de Harussame

Essa salada é uma receita  tida como japonesa, como não sou especialista em culinária japonesa e como nunca fui ao Japão, não posso afirmar que é uma salada japonesa, mas segue os princípios e usa ingredientes das saladas japonesas que vemos por aí. Sou apenas uma curiosa, que experimenta e vai tentando.

Na minha mais recente viagem para São Paulo e no meu tradicional passeio pelo bairro da Liberdade comprei o Harussame que é esse macarrão fininho, branco e que quando cozinha fica transparente. Quando cheguei na casa da minha amiga, onde estava hospedada, mostrei o harussame para uma querida amiga que estava lá, a Geni Toshimitsu que tinha acabado de chegar do Japão e a noite ela fez para nós uma salada usando o harussame. Eu acho deliciosa, gosto mesmo e foi com base na que ela fez lá em São Paulo, que fiz a minha, mudei um pouco, mas sem perder a essência. É uma versão mais simples do que a que vemos por aí nos restaurantes japoneses, mas muito gostosa e fácil de fazer em casa.

Eu sei que não é muito fácil encontrar o harussame (principalmente aqui no nordeste), só encontramos em lojas de produtos japoneses, mas se você tiver a oportunidade compra e faz. Eu sou dessas, quando vejo uma coisa diferente, sempre quero comprar para experimentar. Uma dica: hoje já tem boas lojas pela internet que vendem produtos japoneses e orientais de forma geral.

Agora veja como fiz a minha salada:

Continue lendo Salada de Harussame